sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Energias e Convidados


Quando montamos a lista de convidados que fui perceber que duzentos convidados não são nada. Cada um ficou com cem convidados mais a margem de faltosos. E os corte? Deixa comigo, falei. Cortei sem dó nem piedade. Minha mãe chorou mas fazer o que? Ainda não descobri a árvore da fortuna. Mas com o passar do tempo entram convidados saem convidados, uma loucura! Quais pessoas devem ser convidadas? Quais os critérios? Família, amigos, vizinhos, colegas de trabalho? O meu foi mas ou menos isso. Por mais que a festa seja uma comemoração, bênção e o mais importante é o que vem depois.


Mas porque estou contando tudo isso? A minha mãe é uma grande tagarela e a fala de mim pra todo mundo. Ela é técnica de enfermagem e na clínica onde ela trabalha nem os pacientes aguentam mais ouvir sobre esse casamento (sério!). Mas isso dela falar é de sempre. Tem uma colega que trabalhou com ela há anos mas sempre perguntou muito por mim. Minha mãe diz que ela fala assim " E a Érika, como ela está?" Se ela encontrar com ela na rua hoje em dia é a mesma coisa. Minha mãe já perguntou "Mas que tanto você pergunta pela Érika" ela disse que não sabe mas tem um carinho por mim. Detalhe, nunca nos vimos. Ela dizia que o dia em que eu casasse ela iria até a igreja pra ver (isso tem muitos anos). Minha mãe brinca e diz que ela foi minha mãe em outra vida.

Daí que eu separei um convite pra ela. Mamis (da vida atual) acabou de ligar contando que hoje de manhã e ligou pra avisar (mãe de outra vida) que ia fazer uma visita rápida para entregar meu convite. Nossa, a Mirian pirou, gritou feito louca "Nossa, a Érika lembrou de mim!", espantando porque eu tinha lembrado dela e garantiu que vai na igreja com certeza. Fiquei emocianada sabe.

Mas porque eu convidei? Para agradar minha mãe? Também. Mas eu considero o momento tão especial... e o importante é isso. Estarmos rodeados de pessoas amadas, que gostem da gente e estejam vibrando a nosso favor. Infelizmente eu sei que não serão 100% dos convidados assim. Infelizmente não dá pra passar o cerol em geral (que palavreado chulo e carioca, mas é ótimo vai!?) então meu bem, carregamento extra de energias positivas.

7 comentários:

A noiva do Pequeno disse...

Érika, nem me fale de lista de convidados. Eu e meu noivo temos famílias grandes, ele trabalah em um setor com 11 pessoas e TEM que convidar a todos... Um saco!
Concordo com esse lance da energia dos convidados, quero no meu casamento pessoas que estejam felizes por mim e não aquelas que vão pra ver se o arranjo da mesa ta bonito e se tem alguém mal vestido. Aff!!!!

Beijos
PS: desculpa o quase post *hihi*

Jean Marcelo disse...

Oi, tudo bem? Moro em Nova York e adorei o blog, muito criativo e de muito bom gosto, vou passar sempre aqui. Parabens!!!!!!
Visite: www.newyorkaseuspes.com e deixe um recadinho por la. Esta semana postei foto do casamento da minha filha em Manhattan, me diga o que achou. Abs!!!!

Nathalia Martins disse...

Erika, não se preocupe com os não convidados... garanto que todos estarão mandando energias positivas no seu grande dia!!
E lista de convidados é assim mesmo... para qualquer festa, não necessariamente só casamento... é necessário cortar uns... aí do nada aparecem outros que vc acha que deve convidar, enfim..... o lance é não se estressar com isso!!
Bjs

Amanda Andrade disse...

Lista de convidados é realmente muuuuito chato.Pq o coração manda convidar todo mundo, mas a razão(R$) não deixa.
Sobre a questão das energias, concordo com vc, mas não releve isso.É seu dia(e do Junior tb) e vcs estarão envolvidos pelo maior sentimento do mundo:o AMOR!
Ta chegaaaando!!!!
Bjoks e energias positivas sempre,
Amanda

Priscylla e Eduardo disse...

Isso aí!! o importante é estarem cercados de pessoas que querem a felicidade de vocês!


beijinhos!

Any disse...

A lista é sempre um motivo de discussão (não briga...), mas no fim sempre conseguimos colocar lá quem a gente ama. E os outros, dane-se, a gente sabe quem realmente importa!!! rssss
Bjs, adorei o post!!

Fabi disse...

Érika, adorei seu blog. Descobri hoje e já está na minha lista de preferidos. Estou adorando fazer a minha lista de convidados (acredite rsrs), fico pensando nas pessoas e me lembro de cada um que gosto.
Mas tem uma história que me deixou triste. Logo que comecei a fazer a lista, conversei com a minha mãe e disse para ela que gostaria muito de convidar um amigo do meu pai que foi à minha defesa de mestrado.
Ele chegou cedo e se apresentou para mim: "sou amigo do seu pai". Meu pai mandou para ele, pelo correio (meu pai é assim!), um impresso do e-mail que eu havia mandado, e ele foi ver, sem nem ser da área. Foi a única vez que o vi, mas achei muito carinhoso e atencioso. Aí minha mãe me contou que ele havia morrido um mês antes e que meu pai sentiu a sua morte como a de um irmão. Chorei como se o conhecesse há longa data. E ele era padrinho de casamento dos meus pais. Uma pena. Fiquei realmente muito triste.
Sigo com a minha lista...
Beijos!